z

O pós-urgência em Portugal

français portugais

img 8

As expectativas das autoridades portuguesas no pós-urgência para acudir às necessidades das familias afetadas na sequência dos incêndios trágicos que atingem regularmente Portugal motivarem a associção para desenvolver uma antena da Partagence em Portugal. Um projeto que requer a adesão e o apoio dos diferentes setores da sociedade portuguesa: poderes públicos, empresas, fundações, associações, cidadãos e a comunidade portuguesa em França.

<> Pode escrever-nos, interrogar-nos, fazer-nos propostas de apoio ou testemunhar à Cette adresse e-mail est protégée contre les robots spammeurs. Vous devez activer le JavaScript pour la visualiser.

Ph PU 77 Distribution 5

A Fundação AIP lança uma campanha dirigida às empresas portuguesas para apadrinhar o equipamento de casas

A Fundação AIP, nossa parceira em Portugal desde as primeiras horas da nossa presença junto das vítimas dos incêndios de 2017, lança uma campanha visando apadrinhar o equipamento de casas reconstruídas em várias zonas do país. Ao mobilizar parte de sua rede de empresas, espera que a Partagence possa finalmente beneficiar do suporte necessário para manter o seu dispositivo em Portugal, que até agora tem sido muito pouco apoiado. As empresas interessadas em efetuar o apadrinhamento podem preencher este formulário de inscrição eletrónico: clique aqui. Para mais informações consultar uma brochura: clique aqui.

maillot

A imprensa portuguesa relata as dificuldades da Partagence em Portugal

Uma nota de imprensa dirigido aos meios de comunição social portugueses dá conta das dificuldades encontradas pela associação para o desenvolvimento do seu programa de pós urgêencia. Uma falta de apoio flagrante pelas autoridades do País et pela sociedade civil coloca em causa a continuidade das missões assumidas pelos benévolos tanto en França como em Portugal. A Agência Lusa fez cheddar est informação aos canais dedifusãa. Resta-nos espéra o apoio da imprensa...

maillot

Ajuda material à escola de Pedrógão Grande, apesar de tudo...

Com a ajuda de Betty Alizon e João Antunes, nossos representantes em Pedrógão Grande, a Partagence conseguiu ajudar a escola Miguel Leitão de Andrade com a disponibilização de móveis novos, à margem do apoio dado a 43 famílias sinistradas que encontrámos antes da recusa das autoridades municipais em assinar o protocolo de cooperação proposto por nós. Uma decisão incompreensível e sem motivos, aotada também pelas câmaras municipais de Castanheira de Pêra e Figueiro dos Vinhos, após sete meses da nossa presença no terreno e ao contrário de outras sete Câmaras com as quais colaboramos, sem problemas.

drapeaux

Os encontros da Partagence em Lisboa

Para dar a conhecer a sua missão e encontrar os apoios necessários ao seu desenvolvimento, a ONG leva a cabo uma série de encontros na capital, tal como em outras partes do País. Neste mês de Março, encontros e trocas de ideias tiveram lugar na Embaixada de França e no Parlamento com dois Deputados. No final do mês, uma parceria será discutida com a Federação Portuguesa de Futebol.

ventes

Vendas privadas solidárias para financiar a ajuda às vítimas portuguesas

Desde Novembro de 2017 a associação organiza operações de vendas privadas (apenas de produtos novos), em ligação com associações franco-portuguesas. Duas decorreram com a associação Lusitanos de Voulx e a associação de Amizade franco-portuguesa nemourienne, ambas situadas no departamento de Seine et Marne. Uma ação semelhante está programada para o domingo 4 de Março, em Pontault- Combault, graças ao apoio do Centre Social et Culturel da cidade de Seine et Marne onde está implantada uma importante comunidade Portuguesa. Esta operação não teria sido possível sem a dedicação e abnegação da família Do Casal Bezerra e a parceria de uma empresa...holandesa, 4everyware.

parrainage

Lançamento do Patrocínio de casas sinistradas e apoiadas pela ONG

A Partagence propõe às empresas portuguesas, em França e em Portugal, patrocinar casas (de primeira habitação) destruidas pelos incêndios e que serão reabilitadas pela sua intervenção (doação de móveis e outros produtos). Por 300 €, uma empresa apadrinha uma casa (600 € por 2 casas e assim sucessivamente...) em um ou mais dos doze municípios onde a associação atua. Um custo minimizado por uma redução fiscal de que benificiam as empresas (um apadrinhamento fica de facto em 120 Euros por casa). O padrinho (que também pode ser um particular) escolh o número de casas apoiadas e poderá acompanhar a evolução da reabilitação do interior. Esta ajuda é uma oportunidade para as empresas mostrarem o seu envolvimento solidário e de cidadania, num contexto social e humanitário de pós-urgência. Uma comunicação importante vai ser desenvolvida sobre esta iniciativa original e útil. Leia o programa

assos

As associações portuguesas, em França, apoiam a Partagence

Através de diferentes ações, o setor associativo, em França, começa a dar a sua ajuda à missão da ONG. Trata-se, claro, de associações portuguesas que compreenderam o desafio no domínio da pós urgência em Portugal. Com donativos financeiros dedicados aos sinistrados dos incêndios, com a organização de sorteios (os lotes são disponibilizados pela Partagence), espectáculos portugueses ou ainda através de operações de vendas privadas solidárias (igualmente produtos novos disponibilizados pela Partagence), organizações portuguesas aceitaram ser solidárias. Assim, podemos agradecer à associação Lusitanos de Voulx (Seine et Marne), à associação franco-portugusesa de Val d'Yerres (Essonne), à associação Amitié franco-portugaise de Nemours (Seine et Marne) e à Coordination des Collectivités portugaises de France (Paris). Esperamos outros apoios…

pu 1

Em Tondela, 10 voluntários juntam-se à Partagence-Portugal

O município de Tondela insere-se na zona (nº2) em que a associação intervém para ajuda aos sinistrados. Claude Frégeac e Leonel Antunes (responsável de zona) encontraram-se para esse efeito, a 12 de dezembro, com o presidente de câmara desta cidade de 30.000 habitantes. No dia seguinte, os dois representantes da Partagence ficaram encantados por poderem reunir com cerca de dez voluntários, aparentemente muito motivados para trabalharem junto das famílias sinistradas. Durante duas horas o director geral explicou a missão da ONG e o papel dos voluntários. Nessa ocasião foi-lhes também entregue o “caderno do voluntário” da Partagence-Portugal.

pu 2

Presidentes de Câmara sensíveis à atuação da Partagence

A concertação com as câmaras em que a Partagence está envolvida é fundamental para o bom funcionamento do programa de apoio à reabilitação interior das casas reconstruídas. Neste sentido, são muito úteis os encontros com os presidentes de Câmara. Na passada semana a associação pôde trocar ideias com os presidentes de Tábua, Seia, Tondela, Santa Comba Dão, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra. Ocasiões muito produtivas, em particular em Santa Comba Dão, onde estiveram também presentes os presidentes de junta.

Começaram as primeiras distribuições...

Semana intensa na zona de Pedrogão Grande (a nossa zona de intervenção 1), esta que está a terminar. Novos encontros com as autoridades locais, visitas a famílias sinistradas, uma transferência de equipamentos (camas novas) de uma plataforma logística para outra e as primeiras entregas de mobiliárioa. Apenas três puderam ser organizadas, visto as reconstruções estarem a decorrer ou para começarem. A Betty, a Fabienne, a Zulmira e o Leonel não descansaram por conta da Partagence- Portugal. A finalidade: fazer felizes os que tudo perderam.

Primeira reunião presidencial em Lisboa

Uma visita oficial ao Presidente da República sempre foi pretendida, no sentido de apresentar a explicar a missão concreta da Partagence em Portugal. A 17 de novembra, em Lisboa, num encontro informal com Marcelo Rebelo de Sousa, aquando do Fórum Portugal Economia Social. O encontro entre o Presidente e Claude Frégeac foi caloroso e permitiu marcar um novo encontro, desta vez oficial.

Presencia de Partagence em "Portugal Economia Social" em Lisboa

O delegado geral de associação participou na quinta-feira, 17 de Novembre, no Centro de Congresso de Lisboa, numa mesa redonda sobre economia social. Ali, teve o possibilidade de apresentar o dispositivo de pós-urgência estabelecido pela ONG em beneficio dos sinistrados pelos incêndios. Ocurreram também vários encontros interessantes para o sucesso da initiativa, graças ao apoio de André Magrihno, da fundação AIP, e Helena Caido, responsável pelo desenvolvimento da Partagence-Portugal.

400 novas casas apoiadas em novos 3 novos municípios.

Nos enormes incêndios florestais de 15 de outobre, foi destruido um milhar de casas e edifícios em trinta municípios. A Partagence, já envolvida no apoio a uma centena de habitações na zona de Pedrógão Grande, propôs os ses serviços a três novos municípios: Oliveira do Hospital, Santa Comba Dao e Tondela. No total, são 28 lugares e aldeias que beneficiam desta ajuda. Ontem, 14 de novembre, foi possivel a Maria Simões e Claude Frégeac reunirem com as autoridades locais destes municípios, para definir um plano de açao. Obrigado pelo acolhimento que lhes foi dado.

O 2° camião chegou no local este dia 28 de outubra

É num armazém a è quilómetros de Pedrógão Grande que foram armazenados 4 toneladas de móveis novos já montados em proveniêcia da região da Bretanha (França) á espera de serem distribuídos às familias sinistradas com necesidade. Obrigado José, Joaquim, David e Victor que respondero presentes ao pedido de João Antunes, membro de Partagence-Portugal para a missão de descarregamento das 4 toneladas de móveis (ou seja 175 175 artigos exemplo estrados-de - cama, colchoões, mesas, cadeiras, e outros móveis de arrumação). Agradecemos particularmento á empresa de transporte Hémisphère Energie, de Mitry-Mory (Seine e Marne) pela sua preciosa ajuda na entrega dest dotação.

Uma semana de visita a famílias sinistradas

Como vai ser o caso nos próximos meses,os membros de Partagence-Portugal acompanham uma equipa da associação, que vem de Paris em missão visitar as famílias sinistradas. Entre o 17e 21 de outubro 2017 visitamos 22 famílias em Pedrógão Grande, Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos. Estas visitas são necessárias antes da organização para a distribuição de material uma vez as casas reconstruídas.

O primeiro camião descarregou 14 toneladas de mobiliário de quarto na Mealhada

Tendo partido no dia 11 de outobre, da base logística de Monterau Fault-Yonne (Seine et Marne), o semirreboque destinado à distribuição de materials para vítimas do sinistro de Padrogão Grande chegou a uma plataforma na Mealhada dois dias depois. A primeira pamessa para Portugal foi composta por 14 toneladas de mobílias de quarto. Cerca de uma dúzia de média nacionais ou regionais - incluindo agência Lusa - fez eco desta ação.

250 novos móveis carregados no primeiro caminhão que sai esta semana

A sua preparação foi organizada nas últimas semanas: o primeiro caminhão a sair da França (subúrbios de Paris) para Portugal será responsável por 250 novos móveis e outros 50 produtos. Chegará esta sexta-feira (13 de outubro) em uma plataforma logística baseada em Coimbra. Graças aos valiosos esforços feitos pelas duas empresas de logística: Fervaltir (transporte) e TMP (armazenamento), que decidiram se envolver na missão humanitária de Partagence-Portugal.

Partagence-Portugal torna-se membro de rede Revita, para apoiar os sinistrados

Um delegação de Partagence foi recebida pelo Presidente do REVITA - fundo social criado pelo Governo Português para a reconstrução após os incêndios de 17de junho. A associação teve a oportunidade de explicar a sua missão e o seu propósito de criar a "Partagence-Portugal". Foi-lhe proposto tornar-se membro de rede REVITA, com mais de trinta empresas e organizações parceira (doadores financeiros ou de bens em espécie). A ONG é, portanto, a estrutura mais importante, em termos de fornecimento de materiais, produtos e equipamentos, envolvida no dispositivo de pos-urgência.

Uma empresa de transportes, perto de Paris, junta-se a nós

Já envolvidos no encaminhamento, desde julho de donativos de particulares, da regão de Paris, a empresa de Seine-et-marnaise de transporte HÉMISPHÈRE ÉNERGIE, pela voz dos seus dirigentes, concordaram em apoiar a associação nas suas entregas de materiais e produtos em Portugal. Ela conhece bem o setor de Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra.

Reconhecimento do municípiode Figueiró dos Vinhos

Ficámos sensibilizados pela mensagem de agradecimento do Presidente da Câmara de Figueiró dos Vinhos, Jorge Abreu :
" Exmos. Senhores
Exmas. Senhoras
Permita-me em nome pessoal e do Município de Figueiró dos Vinhos, profundamente sensibilizado com a manifestação de carinho e apoio, agradecer a V.ª(s) Ex.ª(s) a solidariedade prestada e a preciosa ajuda que tão prontamente fez chegar à nossa população.
Em nome de todos os figueiroenses o nosso sentido Muito Obrigado!
Subscrevo-me com elevada estima e consideração "

Jorge Abreu, residente da Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos

Novos equipementos e móveis prontos para serem enviados

Em plateformas logisticas da Partagence, en França, material - recolhido junto das empresas - está armazenado e pronto para ser entregue para o nosso armazém Pedrógão Grande. Até à data, os dois primeiros semiroboques totalmente carregados (66 paletes) estão previstos serem distribuídos aos sinsitrados.

Uma equipe de voluntários portugueses

Em torno do delegado geral, a coordenadora dos programas de pós-urgência (Fabienne Drouet), e da encarregada de missão franco-portuguesa (Zulmira Vilas Boas) sedeadas em Paris, esta a ser criada uma equipe em Portugal :
- Betty ALIZON, Adelaide SILVA, João ANTUNES (no site das 3 comunas), Maria SIMOES (Coimbra), Cathy ROMAIN-MOURA, Helena CAIADO, Alice LOURENÇO (Lisboa) antes da chegada de outros voluntários.

Avaliação e contactos no terreno da catástrofe de 17-22 de junho

Durante uma semana, de 24 a 28 de julho, uma equipe de Partagence - composta por 4 pessos - foi para a região afetada pelos incêndios de Pedrógão Grande e nas cidades vizinhas. Foi recebida pelas autoridades locais e depois foi conhecer os responsáveis de associações, bombeiros e algulmas vítimas do sinistro, em várias aldeias. Uma missão necessária para avaliar o alcance do programa pós-urgência a ser implementado.

Um importante parceiro: a Fundação AIP (Lisboa)

Em 28 de julho, a Partagence e a Fundação AIP, na sede desta, assinaram um protocolo de cooperação para apoio nos vários setores de desenvolvimento da Partagence-Portugal.